História

CONHECENDO

CONHECENDO

NOVO SÃO JOAQUIM 

PROFESSOR JERÔNIMO DAVID DIAS DE CAMPOS

2009

CONHECENDO NOVO SÃO JOAQUIM 

2009


AUTOR JERÔNIMO DAVID DIAS DE CAMPOS 
Biólogo e Professor formado pela Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, em Cuiabá-MT 
Registrado no Conselho Regional de Biologia 
sob CRB nº 26.234/01-D 
Pós-Graduado e Especialista em Planejamento Educacional pela Universidade Salgado de Oliveira – UNIVERSO 
Ex-Professor de Ciências, Física, Química e Biologia do Colégio A a Z, em Cuiabá - MT 
Professor de Ciências, Química e Biologia da Escola Estadual de Primeiro e Segundo Grau Diniz Alves de Toledo EM Novo São Joaquim-MT 
Professor de Química, Física e Biologia do Colégio São Domingos Sávio em Novo São Joaquim - MT 
Ex-Secretário Municipal da Fazenda da Prefeitura Municipal de Novo São Joaquim
Coordenador de Tributação, Fiscalização e Cadastro da Prefeitura Municipal de Novo São Joaquim-MT

JERÔNIMO DAVID DIAS DE CAMPOS 
Rua 6 Nº 90 Jardim Alto da Colina

Novo São Joaquim – MT    

CEP 78.625-000

Fone: ( 66) 479-1218/1124 
E-mail: profcampos@ig.com.br

Blog: professorjeronimo.blig.ig.com.br

Todos os direitos reservados 
Reprodução Autorizada, desde que citada a fonte


PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO SÃO JOAQUIM

HISTÓRICO 

Primeiros Colonizadores 

O território era primitivamente habitado pelo povo indígena Xavante, os primeiros homens-brancos que aventuraram-se à região foram João David e família, principalmente Pedro David e Manoel Pereira Brito, em 1960. Damásio Moreira Lima e Paulo Brito, em 1961. José Jery David, em 1962. Valter David de Carvalho e Jerônimo David de Carvalho em 1964.


Povoado da Gleba Aldeia 

Durante a década de 1960 formou-se um pequeno povoado em um local onde havia uma pequena aldeia indígena chamado de Gleba Aldeia, onde se encontrava vários moradores, destacando-se José Nunes da Silva, sua esposa e filhos, principalmente Divino Nunes da Silva, que foi o primeiro professor leigo do povoado e proprietário da única casa de produtos Farmacêuticos da localidade. Mas esse povoado não prosperou, indo logo após a decadência. No ano de 1965, houve uma Invasão de Terras na Região de Cachoeira da Fumaça, dando origem posteriormente ao assentamento da Cachoeira da Fumaça.


Povoado de São Joaquim do Rio Manso 

A fundação do povoado de São Joaquim do Rio Manso deu-se  no dia 29 de Junho de 1972, com o Sr. Olímpio José Martins, procedente do município de Novo Brasil, no Estado de Goiás. A origem do nome do povoado de São Joaquim do Rio Manso foi em homenagem ao doador dos primeiros lotes, Joaquim Rodrigues Sôto, e pelo fato da empresa de ônibus, que fazia linha da município de Barra do Garças para o distrito de Toricueje, que era a Vila mais próxima, chamar-se Viação Rio Manso. Os registros demonstram que a primeira Escola para o ensino regular funcionou em 1976, com o nome de Escola Municipal de 1º Grau Machado de Assis, da Prefeitura Municipal de Barra do Garças, tendo como primeiros professores Ana Ferreira Martins, Aparecida de Jesus e Amélia. No ano de 1977 trocou-se o nome da Escola Municipal de 1º Grau Machado de Assis, passando a sua responsabilidade para a esfera do Estado de Mato Grosso.

Criação do Distrito de Novo São Joaquim 

Na década de 1980 houve grande desenvolvimento, principalmente com a criação do distrito de Novo São Joaquim, em 29 de junho 1981, com a Lei Estadual nº 4.322. O distrito de Novo São Joaquim recebeu forte influência de colonização desenvolvida pelo moderno movimento de migração patrocinado pelos incentivos fiscais do governo federal e devido a correção do solo do cerrado trouxe várias pessoas de todos os cantos do país, principalmente dos estados do Sul, Nordeste e Centro-Oeste.


Criação do Município de Novo São Joaquim 

A resposta do rápido crescimento veio com a criação do município de Novo São Joaquim, que deu-se em 13 de Maio de 1986, com a Lei Estadual nº 5.007. A instalação oficial deu-se com a posse de Jerônimo de Carvalho David como primeiro prefeito eleito, Sr Sebastião Rodrigues Roque como vice-prefeito e os vereadores: Antônio Andrade, Divino Nunes da Silva, Florentino Alves Moreira, João César Lopes Araújo, Miguel Mesquita Marques, Paulo Alves de Brito e Sebastião Pereira da Silva. Ainda no ano de 1989 a prefeitura municipal de Novo São Joaquim em convênio com a Secretaria de Estado de Educação, inaugurou o novo prédio da escola estadual no município de Novo São Joaquim, passando à rua Divina Madalena nº 332, centro, mudando o seu nome para Escola Estadual de 1º e 2º Graus Diniz Alves de Toledo e transferiu seus alunos do antigo prédio. Ainda no ano de 1989 houve a oficialização da Lei de doação do terreno do município de Novo São Joaquim para o estado de Mato Grosso, onde localiza-se e funciona a Escola Estadual de 1º e 2º Graus Diniz Alves de Toledo.


GEOGRAFIA

Origem e Localização 

O município de Cuiabá deu origem ao município de Araguaia, Araguaia deu origem ao Registro do Araguaia, Registro do Araguaia deu origem a Araguaiana, Araguaiana deu origem a Barra do Garças e Barra do Garças deu origem a Novo São Joaquim. O município de Novo São Joaquim localiza-se na região leste do estado de Mato Grosso, no Médio Vale do Araguaia. No centro da região Centro Oeste do Brasil. Com as coordenadas 14º 54’22’’ latitude sul e 53º 00'57’’ longitude Oeste de Greenwich. Limita-se ao norte com o Município vizinho de Campinápolis, à Nordeste com Nova Xavantina ao Sul com General Carneiro, à Sudeste com Barra do Garças, à Sudoeste com Poxoréo, à noroeste com Paranatinga e à Oeste com Primavera do Leste e Santo Antonio do Leste.

Clima e Relevo 

Novo São Joaquim possui um clima quente e subúmido, apresentando quatro meses de seca, entre os meses de Maio à agosto. Precipitação média das chuvas dentro do ano aproximadamente 1.750 mm, com intensidade máxima em Dezembro à Fevereiro. A temperatura média anual é de 24°C, máxima de 38°C e mínima de 0°C. O relevo predominante é o planalto, com Chapadas que constituem o planalto Central Brasileiro, seu solo quando corrigido é ótimo para tocar lavoura, já a região da município de Novo São Joaquim apresenta-se cheia de ondulações. A região localiza-se dentro da Depressão do Araguaia.

Vegetação e Fauna 

A vegetação predominante é o cerrado típico de clima tropical, com presença de manchas de Cerradão, matas ciliares e matas de encostas. A flora de Novo São Joaquim é muita rica, contando com várias espécies vegetais do Cerrado e outros do Cerradão. A fauna é composta de animais do cerrado e Cerradão, é riquíssima, apresentando grande números de espécies de animais.


Hidrografia 

As águas do município de Novo São Joaquim contribuem para as grandes bacias Amazônica e Tocantins - Araguaia, tendo como principais rios o Rio Noidore e Rio das Mortes.Os principais córregos são: Fundo, Furna, Água Limpa, Água Suja, Cambaúva, Tesouro, Isqueiro, Vermelho, Itaquerê, Lavradinho, matrinchã, Damásio, Graia, Volta Grande, Mutum e Suspiro.


POPULAÇÃO E ELEITORES 

No ano de 2007, segundo o IBGE, a população residente do município de Novo São Joaquim era 6.880 habitantes. Nas eleições de 2008, segundo o TRE, votaram 4.481 eleitores.


FERIADOS E DATAS COMEMORATIVAS 

Os feriados municipais ocorrem no dia 13 de Maio, onde se comemora as solenidades do aniversário do município de Novo São Joaquim e eventualmente, com o falecimento de alguma autoridade ou pessoa pioneira.Algumas datas se tornaram tradicionais como:

• 6 de Janeiro, Santos Reis

• 20 de Janeiro, São Sebastião

• 13 de Maio, aniversário do município

• 13 a 29 de Junho, Festa Junina

• 4 de Julho, Divino Pai Eterno

•  26 de Julho, São Joaquim e Sant’Ana

• 5 de Agosto Festa do Peão

. 03 À 07 Setembro - Festival de Pesca


Festival de Pesca

Realizado no Distrito de Cachoeira da Fumaça (A 36 km do centro da cidade de Novo São Joaquim), o festival estadual de pesca atrai turistas e participantes de cidades vizinhas, como Primavera do Leste, Barra do Garças, Nova Xavantina e Santo Antônio do Leste. Atraídos pela beleza do lugar, que conta com a Cachoeira da Fumaça, turistas de outros estados, como de Goiás, também aproveitam para participar do festival que termina com a pesca esportiva. O festival de pesca, que a cada ano atrai mais visitantes, começou a ser pensado em 2005 e tornou-se realidade no ano seguinte com a realização do primeiro festival. O povoado conta com estrutura, como quadras esportivas para a prática de vôlei e futebol na areia ao lado do rio, shows com cantores nacionais como de Di Paullo & Paulino, além de shows regionais como o Grupo Farra Três e Parede Quente. Competições esportivas e também um Torneio de Truco completam a programação

Festa do Peão

Realizado na Cidade de Novo São Joaquim, a Festa do Peão atrai várias pessoas das cidades vizinhas, como Campinápolis, Paranatinga, Nova Xavantina, Barra do Garças, Primavera do Leste, Santo Antônio do Leste e das regiões próximas. Essa Festa normalmente é realizada no mês de agosto e recebe aproximadamente 5 mil pessoas. Conta com shows de cantores nacionais, como Rick & Renner e estaduais como Flávio Brasil e Mário & Thizil.


Esporte Radical de Boiacross

Realizado no ano de 2008, também no Distrito de Cachoeira da Fumaça, a divulgação do esporte radical de Boiacross atraiu turistas e participantes de toda a região próxima e teve divulgação nacional com a Rede Globo de Televisão, no programa dominical Esporte Espetacular.

Reserva Indígena Volta Grande

Localizada na região da Vila Itaquerê, abriga indígenas da etnia Xavante. Conta atualmente com aproximadamente 80 pessoas. No final do ano de 2008 o filho do cacique da aldeia Volta Grande tomou posse como vereador. Também é um local muito bonito para passear, fazer piquenique, churrasquinho, pescar e se refrescar nas águas limpas do Rio das Mortes que atravessa a reserva e propícia a prática de esportes radicais com Jetsky. 

NOVO SÃO JOAQUIM NO ESTADO DE MATO GROSSO

Novo São Joaquim

FOTO AÉREA CENTRO DA CIDADE DE NOVO SÃO JOAQUIM, ANO 1999

Fonte: Prefeitura Municipal de Novo São Joaquim

FOTO AÉREA CACHOEIRA DA FUMAÇA,

ANO 2002

Fonte: Google